IGREJA EVANGÉLICA GILEADE – IEGI
CLASSE A

5ª AULA - A PRINCIPAL DIFERENÇA ENTRE O VELHO E NOVO TESTAMENTO

I - Introdução
Existe uma diferença fundamental entre o Velho Testamento e o Novo. Essa diferença está na forma em como o sangue do cordeiro é aplicado na vida do pecador. No Velho Testamento o sangue era usado para cobrir os pecados e no Novo para tirar.

II - NO VELHO TESTAMENTO
No Velho Testamento, Deus ordenou aos sacerdotes que usassem o sangue de animais para aspergir sobre o pecador. (Exodo 24: 8)
O sangue é vida, a vida da carne. Então, era a vida do animal que simbolicamente estava vindo sobre o pecador. Mas, o animal é um ser que é “alma vivente”, isto é, ele não tem um espírito. Sendo assim, a vida do animal apenas cobria o pecador e não podia entrar dentro dele para tirar seus pecados. (Hebreus 10: 4).
Desta forma, o sumo-sacertode tinha de entrar uma vez por ano no Santo dos Santos para oferecer os mesmos sacrifícios pelos mesmos pecados, pois não tinha como tirar o pecado do homem com o sangue de animais. (Hebreus 9: 7, 25)
Conclusão Velho Testamento:
O sangue dos animais cobriam os pecados dos homens e, quando Deus via o sangue, passava por cima do pecador. (Exodo 24: 8)
O sangue dos animais não podia tirar os pecados dos homens. Então, eles continuavam pecando da mesma forma. (Hebreus 10: 4)

II - NO NOVO TESTAMENTO
Já no Novo Testamento, Jesus veio como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. João 1: 29.
Por que isso agora é possível? Porque o Espírito que estava em Jesus pode entrar no homem e tirar dele todo desejo de pecar. Isso acontece no Batismo com o Espírito Santo. Mateus 3: 11.
A Palavra diz ainda que, ao passarmos pelo batismo nas águas, vem o perdão de nossos pecados e, logo em seguida, a promessa do Dom do Espírito. Atos 2: 38.
Quando Jesus derramou o seu sangue, foi, na verdade, o sangue do Cordeiro de Deus derramado por nós e, assim, o Seu Espírito entra no homem para tirar os pecados.
I João 3: 5.
O desejo do pecado está na nossa carne, por isso, quando somos batizados com o Espírito Santo dentro de nós ocorre uma luta constante entre a nossa carne e o Espírito de Deus para que não façamos o que nossa carne deseja. Galatas 5: 16, 17.
Conclusão Novo Testamento:
O sangue de Jesus não só cobre o pecado, mas tira. Então, o homem tem condições de vencer o pecado através de Jesus. Através Dele não mais somos vencidos pelo mal. Romanos 12: 21.
Agora não há mais necessidade do sumo sacerdote ficar oferecendo todo ano sacrifício pelos pecados, por que Jesus ofereceu a si mesmo uma vez por todas. Hebreus 9: 12.

III - CONCLUSÃO
O sangue de Jesus é suficiente para nos livrar da condenação eterna e de nos aproximar de Deus para uma vida abundante.